domingo, 1 de maio de 2016

Parece a Dilma


Hoje o almoço de família foi como se quer: horários cumpridos e apenas um copo entornado.  A mãe não teve de fazer o almoço de domingo mas teve de pousar para mim. Aposto que foi mais difícil do que cozinhar para nós todos.

Desenho terminado e o coraçãozinho de 13 anos da minha sobrinha, sempre ao pé da boca, profere as seguintes palavras: “Tia, parece a Dilma”. A Dilma? Nada a ver. Só tem uma coisa em comum com ela: é uma querida.

2 comentários: